PSOL critica perfil excludente e racista do PDDU durante oficina no Ministério Público

 

 

 

 

 

 

 


 

Lideranças do Partido Socialismo e Liberdade participaram da terceira oficina sobre o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano, na sede do Ministério Público, localizada em Nazaré, na tarde desta quarta-feira(16). O público foi contemplado com análises aprofundadas dos especialistas que compuseram a mesa de debate.


Uma da principais lideranças do PSOL baiano, Marcos Mendes, destacou que todos os Planos Diretores que já foram implementados na capital baiana não conseguiram obter êxito na “prática” devido às interferências políticas-partidárias em detrimento dos interesses da maioria da população. Mendes citou como exemplos o PLANDURB da década de 70 e o PDDU dos anos 80. Segundo ele, o atual projeto apresentado por ACM Neto é uma “cópia piorada” do projeto apresentado em 2008. “ Do ponto de vista técnico o PDDU de 2015 é inferior. Temos uma redução de aproximadamente 75% das bordas marítimas. Fica claro que o Projeto de Neto é exclusivamente para favorecer a Operação Urbana Consorciada que favorece as empreiteiras e, em compensação, gera enormes prejuízos ao meio ambiente”, frisou Mendes. 

Para o presidente do Diretório de Salvador do PSOL, Fábio Nogueira, o maior problema do PDDU encontra-se na ausência de participação popular. Segundo o psolista, a Prefeitura não realizou um trabalho de discussão nos bairros envolvendo a população e as associações de moradores. “ O PDDU vai interferir diretamente na vida das pessoas. A definição das obras de infra-estrutura, saneamento básico e áreas verdes, por exemplo, irão mexer muito no cotidianos da cidade”, lembrou. Nogueira fez questão de parabenizar a iniciativa do Ministério Público da Bahia em promover as oficinas sobre o Plano Diretor de Desenvolvimento Urbano (PDDU) nas quais contaram com as participações de acadêmicos e especialistas em projetos urbanos. 

Outro psolista que compareceu à oficina e fez duras críticas à gestão de ACM Neto foi o vereador Hilton Coelho (PSOL-BA). “ O texto do PDDU mostra claramente os interesses das empresas imobiliárias. O plano é praticamente omisso às operações consorciadas. É um projeto que vai aumentar a exclusão social em nossa cidade”, enfatizou. 

ASCOM PSOL

TV - PSOL

NEWSLETTER

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram Social Icon
EXECUTIVA  ESTADUAL DA BAHIA

SSA-BAHIA

 (71) 99126-2455 / 71 9212 -9755

  psolbahia50@gmail.com